Página principalÚlcera de córnea: Causas e tratamentos

Úlcera de córnea: Causas e tratamentos

Uma úlcera de córnea tipicamente ocorre na forma de dor e vermelhidão nos olhos, com secreção ocular leve a severa e visão reduzida.

A doença resulta de uma infecção localizada da córnea, semelhante a um abcesso.

Causas da úlcera de córnea

A maioria dos casos de úlcera de córnea decorre de uma infecção bacteriana que invade a córnea – geralmente após lesão ocular, trauma ou outros tipos de danos.

Usuários de lentes de contato são particularmente suscetíveis a irritação ocular que pode levar ao desenvolvimento de úlcera de córnea. A lente de contato pode raspar na superfície do olho, criando uma discreta lesão no epitélio, que pode possibilitar a entrada de bactérias no olho.

Se você usa lentes de contato, você pode aumentar suas chances de evitar uma úlcera de córnea adotando bons hábitos de higiene, como lavar as mãos antes de manusear as lentes e seguir outras dicas de segurança.

Além de infecção bacteriana, outras causas de úlcera de córnea são fungos e parasitas, como:

  • Fusarium. Esses fungos foram associados a surtos de ceratite fúngica entre usuários de lentes de contato que costumavam usar um determinado tipo de solução para lentes de contato. Essa solução para lentes de contato foi retirada do mercado, por não ter sido capaz de prevenir esse tipo de infecção.

  • Acanthamoeba. Esses parasitas comuns podem penetrar no olho e causar ceratite por Acanthamoeba, uma infecção ocular bastante séria, que pode resultar em uma cicatriz permanente da córnea e perda da visão. Os micro-organismos do gênero Acanthamoeba são geralmente encontrados em água de torneira, piscinas, banheiras e outras fontes de água.

    Usuários de lentes de contato que não retiram as lentes antes de nadar aumentam consideravelmente o risco de desenvolver uma úlcera de córnea secundária a ceratite por Acanthamoeba. (O artigo "Can You Swim with Contact Lenses? [Você pode nadar com lentes de contato?]" contém dicas úteis para usuários de lentes de contato que passam bastante tempo dentro da água.)

Outra causa de úlcera de córnea é infecção por vírus do herpes simples (herpes ocular), que pode lesionar a camada externa e, às vezes, até as camadas mais profundas da superfície do olho.

Outras causas subjacentes das úlceras de córnea são olhos secos, alergias oculares e infecção generalizada Transtornos do sistema imunológico e doenças inflamatórias, como esclerose múltipla e psoríase também podem resultar em úlceras de córnea.

Avaliação e tratamento de úlceras de córnea

A medida mais importante a se tomar caso suspeite que está com úlcera de córnea é consultar um oftalmologista. Se não forem tratadas, úlceras de córnea podem levar a perdas severas de visão ou até mesmo a perda do olho.

Se seu médico suspeitar que a causa da sua úlcera de córnea é bacteriana, o tratamento geralmente inclui aplicações frequentes de antibióticos tópicos, realizando ou não culturas iniciais.

O local e o tamanho da ulceração determinarão a necessidade de realização de culturas. A maioria dos oftalmologistas avaliam os pacientes com úlceras de córnea cada um a três dias, dependendo da gravidade do quadro.

Caso a ulceração seja no centro da córnea, o quadro geralmente leva mais tempo para melhorar, e pode haver uma redução permanente da visão devido à presença de cicatrizes. Infelizmente, podem ocorrer danos permanentes e perda da visão mesmo se a doença for identificada e tratada ainda no início.

Caso você tenha tido um trauma ocular, seu oftalmologista pode suspeitar de ulceração secundária a ceratite fúngica, especialmente se seu olho tiver sido atingido por matéria orgânica, como um galho de árvore.

Na maioria dos casos desse tipo de úlcera de córnea, o olho já está comprometido por doenças pré-existentes, como um transtorno imunológico.

Ceratite fúngica pode ser diagnosticada apenas através de avaliação microscópica de amostras ou culturas com coloração especial. Os tratamentos incluem agentes antifúngicos, às vezes, tanto de uso tópico quanto oral, dependendo da gravidade da ulceração. O prognóstico para recuperação da visão depende da extensão da infecção.

Mesmo se detectados precocemente e tratados adequadamente, alguns casos de úlceras de córnea requerem transplante de córnea (ceratoplastia penetrante).

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista