Cirurgia de visão

Complicações da cirurgia de catarata

close de um olho com catarata densa
Advertisement

Milhões de pessoas são submetidas com sucesso à cirurgia de catarata todos os anos e as complicações desse tipo de cirurgia são relativamente raras.

As possíveis complicações da cirurgia de catarata incluem:

  • Opacidade da cápsula posterior (OCP)
  • Deslocamento da lente intraocular
  • Inchaço da córnea ou retina
  • Aumento da pressão ocular (hipertensão ocular)
  • Pálpebra caída (Ptose)
  • Sensibilidade excessiva à luz
  • Diminuição da visão

Quando ocorrem, a maioria das complicações é pequena e pode ser tratada clinicamente ou com uma cirurgia adicional.

Opacidade da cápsula posterior

No passado era uma das complicações mais comuns da cirurgia de catarata, mas com a evolução das lentes intra-oculares a chamada "catarata secundária" é rara.

Na cirurgia de catarata, o cirurgião remove a lente natural opaca do olho (catarata) e a substitui por uma lente intraocular (LIO). Durante esse procedimento, grande parte da fina membrana clara que envolve a lente natural (chamada cápsula da lente) é intencionalmente deixada intacta.

Na maioria dos casos, a cápsula da lente permanece transparente após a cirurgia de catarata. Em alguns casos, no entanto, a porção posterior da cápsula (a parte deixada intacta) fica opaca. Essa opacificação da cápsula posterior pode ocorrer durante a recuperação da cirurgia de catarata ou até mesmo meses depois.

Tratamento da opacificação da cápsula posterior

Felizmente, a opacidade pode ser tratada efetivamente com um procedimento chamado capsulotomia com YAG laser. Um procedimento simples, rápido e indolor feito ambulatorialmente e cuja recuperação é rápida. Após esta capsulotomia a pessoa pode retomar as atividades normais quase imediatamente. O paciente pode perceber algumas moscas volantes depois. No entanto, estas desaparecem dentro de algumas semanas.

A maioria das pessoas pode esperar uma melhora da visão dentro de um dia. Consulte o seu oftalmologista imediatamente se a sua visão piorar ou não melhorar após a capsulotomia a laser.

Como o YAG laser remove a zona central da cápsula posterior turva atrás da lente intraocular, a condição não pode retornar. Portanto, apenas um tratamento a laser é necessário para eliminar permanentemente a perda da visão causada pela opacidade capsular após a cirurgia de catarata.

Riscos da capsulotomia YAG laser

São raras as complicações da capsulotomia YAG laser, por isso ela é feita apenas quando há alguma queixa visual, mas de modo geral é considreado um procedimento bastante seguro.

Deslocamento da Lente Intra-Ocular

Outra possível complicação da cirurgia de catarata é o deslocamento da lente intraocular (LIO). Ele pode causar problemas de visão, como visão dupla.

Essa complicação está associada mais comumente a cirurgias complicadas onde o local que as lentes são colocadas não está saudável ou intacto. Nas cirurgias convencionais que vem sendo indicadas mais precocemente e em olhos com cataratas leves e mais saudáveis, a frequência desse deslocamento tem se tornado extremamente rara.

Quando ocorre o deslocamento, o cirurgião da catarata geralmente pode reposicioná-la cirurgicamente ou trocar a lente. Cada caso deve ser avaliado individualmente.

Outras complicações da cirurgia de catarata

Se você observar esses ou outros sintomas incomuns após a cirurgia de catarata, consulte seu oftalmologista para avaliação e tratamento.

Alguns problemas ocorrem após a cirurgia de catarata e podem ou não estar relacionados a ela.

Por exemplo, um descolamento de retina pode ocorrer meses ou anos após um procedimento de catarata perfeitamente bem-sucedido. Se você começar a ver moscas volantes ou flashes de luz (sintomas do descolamento de retina) a qualquer momento após a cirurgia de catarata, consulte o seu oftalmologista imediatamente.

Edema de córnea muitas vezes é transitório. Se ele persistir e limitar a qualidade da visão provavelmente há algum distúrbio prévio na córnea doente, mas isso é avaliado previamente à cirurgia, sendo discutido com o paciente pelo médico oftalmologista.

A pressão ocular geralmente melhora um pouco depois da cirurgia de catarata, raros casos de sensibilidade aos remédios ou decorrente da cirurgia de catarata podem levar ao aumento da pressão ocular, sendo estas situações contornáveis com ajustes de colírio na grande maioria das vezes.

A pálpebra caída é pouco comum e decorre quando a anestesia feita é um bloqueio peribulbar, ou seja, quando é necessário colocar anestésico atrás do olho. Mas atualmente a maior parte das cirurgias é feita com colírios e sedação, o que torna a possibilidade de pálpebra caída mínima. Quando ocorre a queda palpebral, a recuperação total ou parcial pode ocorrer após algumas semanas e caso não se recupere, uma cirurgia de ptose pode ser realizada, mas geralmente é desnecessário.

Sensibilidade à luz

A sensibilidade excessiva à luz após a cirurgia de catarata é normal nos primeiros dias ou semanas. O olho passa a receber mais luz do que está acostumado e isso pode ser desconfortável. Normalmente após algumas semanas o olho já está totalmente acostumado a nova visão, durante esse período óculos de sol são recomendados.

O graus dos óculos que será usado após a cirurgia é prescrito normalmente um mês após a cirurgia, se ainda houver necessidade ou se a pessoa desejar, óculos de sol com grau ou óculos com lentes fossenssíveis (que escurecem em ambiente externo) podem ser utilizados dando bastante conforto.

Quando a lente intra ocular colocada no olho é do tipo multifocal, que garante visão de perto para não se usar mais óculos, é normal que o paciente perceba halos luminosos, especialmente a noite, durante algumas semanas a meses. Havendo uma melhora gradativa depois desse período. Se você tiver algum problema com a sensibilidade à luz solar após a cirurgia de catarata, óculos com lentes fotossensíveis, que escurecem automaticamente com os raios UV, geralmente podem proporcionar algum alívio.

Diminuição da visão na cirurgia de catarata

É possível se submeter a cirurgia e perder a visão? Sim, afinal toda cirurgia tem risco, mas é extremamente improvável. Duas situações podem levar a tal situação, uma é a hemorragia expulsiva outra é uma infecção intraocular, a endoftalmite.

A hemorragia expulsiva leva a um descolamento de retina de difícil controla que pode levar a diminuição da visão, é um fenômeno raro, tão raro que muitos cirurgiões de catarata passam toda uma vida operando e podem não evidenciar nenhum episódio. Alguns fatores de risco como hipertensão ocular ou pressão sanguínea são controlados antes de se iniciar uma cirurgia de catarata, minimizando riscos que poderiam predispor a sangramentos.

A infecção pós operatória da catarata também é um evento raro, antes as estatísticas dos estudos estimavam uma endoftalmite a cada 1000 cirurgias de catarata, mas felizmente esse número vem caindo gradativamente, sendo a endoftalmite um evento cada vez mais raro no dia a dia do cirurgião de catarata. Ao mesmo tempo o tratamento precoce da infecção tem trazido melhores resultados, evitando-se a cegueira na maioria das vezes.

Assim, cada vez mais a cirurgia de catarata é considerada mais e mais segura, existindo o risco de complicações até mais sérias, mas com uma probabilidade mínima de ocorrerem.

Considerações

Se você leu até aqui é porque deve estar pensando sobre a cirurgia. Converse com seu oftalmologista sobre os benefícios e riscos. Na grande maioria dos casos a cirurgia é necessária, visto que se a catarata se não for operada leva a cegueira, os riscos são mínimos e os benefícios muitos, inclusive com possibilidade de diminuir a dependência dos óculos ou até mesmo abandoná-los.

Pessoas que não apresentem uma melhora de visão após a cirurgia de catarata geralmente apresentam distúrbios oculares subjacentes, como degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética, e outras condições oculares.

Exames oftalmológicos de rotina continuam sendo muito importantes para monitorar a saúde dos seus olhos e a clareza da sua visão após a cirurgia de catarata.

Página atualizada em outubro de 2019

Advertisement

Encontre um oftalmologista próximo a você e agende uma consulta