Condições Oculares

Ptose: Causas e tratamentos para pálpebras caídas


Mulher com pálpebra caída.
Advertisement

A ptose é a queda da pálpebra superior de um ou de ambos os olhos. Em alguns casos essa queda pode ser quase imperceptível, enquanto, em outros, a pálpebra pode cobrir quase toda a pupila.

A ptose pode afetar tanto crianças quanto adultos, mas normalmente ocorre com o envelhecimento.

Sinais e sintomas da ptose

O sinal mais óbvio da ptose é a pálpebra caída. Pessoas com ptose podem ter dificuldade de enxergar, dependendo do quão grave seja a queda da pálpebra.

Em alguns casos, as pessoas inclinam a cabeça para trás para tentar enxergar por debaixo da pálpebra ou levantam as sobrancelhas repetidamente para tentar levantar as pálpebras.

O grau de queda da pálpebra varia de uma pessoa para outra. Se você acredita que tenha ptose, compare uma foto recente do seu rosto com uma foto sua de 10 ou 20 atrás. Você provavelmente notará uma diferença na pele da pálpebra.

A ptose pode se parecer com a dermatocálase, que é um grupo de doenças do tecido conjuntivo que fazem com que a pele apresente flacidez e dobras excessivas. Essas doenças estão associadas a uma formação de tecido elástico abaixo do normal.

Se você suspeita que tem ptose, consulte o seu oftalmologista para confirmar o diagnóstico e determinar a sua causa.

O que causa a ptose?

Olhos normais
Olhos caídos (ptose)

Superior: posição normal da pálpebra. Inferior: ptose (ambos os olhos).

A ptose pode estar presente no nascimento (ptose congênita) ou pode ser desenvolvida com o envelhecimento, por lesão ou como consequência de algumas cirurgias oculares.

Essa condição pode ser causada por um problema nos músculos responsáveis pelo levantamento das pálpebras, chamados músculos elevadores. Às vezes a anatomia facial da pessoa dificulta o funcionamento desses músculos.

Um tumor ocular, uma doença neurológica ou uma doença sistêmica, como a diabetes, são outras possíveis causas de pálpebras caídas.

Tratamento da ptose

A cirurgia normalmente é o melhor tratamento para pálpebras caídas.

O cirurgião irá tensionar os músculos elevadores para que eles consigam levantar as pálpebras com mais facilidade, proporcionando a você uma visão e uma aparência melhores.

Em casos mais complexos, de músculos elevadores enfraquecidos, o cirurgião prende a pálpebra sob a sobrancelha. Isso permite que a os músculos da testa substituam os músculos elevadores na função de levantar a pálpebra.

Riscos da cirurgia de ptose

Após a cirurgia de ptose, as suas pálpebras podem não parecer simétricas, embora elas sejam posicionadas mais alto do que estavam antes da cirurgia. Muito raramente, o movimento da pálpebra também pode ser afetado.

É importante escolher bem o seu cirurgião, uma vez que uma cirurgia mal feita pode resultar em uma aparência indesejada ou em olhos mais secos causados pelo constante levantamento das pálpebras, que não se fecham completamente.

Ptose em crianças

Crianças que nascem com ptose moderada ou grave necessitam de tratamento cirúrgico para que desenvolvam a visão corretamente.

O não tratamento da ptose pode resultar em ambliopia (diminuição da acuidade visual de um dos olhos) e uma vida inteira com deficiência visual.

Todas as crianças com ptose, até mesmo em casos leves, devem ser examinadas pelo menos uma vez ao ano por um oftalmologista , que irá monitorar a evolução do quadro e se certificar de que a ptose não esteja causando problemas de visão.

Página atualizada em outubro de 2019

Advertisement

Encontre um oftalmologista próximo a você e agende uma consulta