Hipertensão ocular: cinco causas de pressão intraocular alta

Hipertensão ocular significa que a pressão em seus olhos- pressão intraocular (PIO) - é maior que o normal. Se não tratada, a pressão ocular alta pode causar glaucoma e perda permanente da visão em alguns indivíduos.

No entanto, algumas pessoas podem ter hipertensão ocular sem desenvolver nenhum dano nos olhos ou na visão.

Os pesquisadores estimaram que até 9,4% das pessoas com 40 anos ou mais têm pressão ocular alta e que a condição é até 15 vezes mais provável que o glaucoma primário de ângulo aberto, o tipo mais comum de glaucoma.

Como saber se você tem hipertensão ocular?

Não há como você saber, sem exames, se tem hipertensão ocular, porque não há sinais externos, como dor nos olhos ou olhos vermelhos. Só pode ser detectada por um oftalmologista.

Durante um exame oftalmológico abrangente, seu oftalmologista medirá sua PIO e comparará com os níveis normais. Uma leitura da pressão ocular de 21 mmHg (milímetros de mercúrio) ou superior geralmente significa hipertensão ocular.

Se você imaginar seu olho como um globo inflado pela pressão, poderá entender melhor por que a hipertensão ocular deve ser monitorada. A pressão alta demais ou que continua a aumentar exerce uma força no interior do olho que pode danificar o delicado nervo óptico do olho, causando glaucoma.

O que causa pressão alta nos olhos?

Fatores que causam ou estão associados à hipertensão ocular são praticamente os mesmos que causam glaucoma. Entre eles, merecem destaque:

Produção excessiva de humor aquoso

O humor aquoso é um líquido claro produzido no interior do olho por uma estrutura localizada atrás da íris, chamada corpo ciliar. O humor aquoso flui através da pupila e preenche a câmara anterior do olho (o espaço entre a íris e a córnea).  

O humor aquoso é drenado do olho através de uma estrutura chamada malha trabecular, na periferia da câmara anterior, onde a córnea e a íris se encontram. Se o corpo ciliar produz muita água, a pressão no olho aumenta, causando hipertensão ocular.

Drenagem aquosa inadequada

Se o humor aquoso for drenado muito lentamente do olho, isso prejudicará o equilíbrio normal da produção e drenagem aquosas, o que causará alta pressão ocular.

Medicamentos

Certos medicamentos podem ter o efeito colateral de causar hipertensão ocular em alguns indivíduos. Por exemplo, os medicamentos esteróides usados para tratar a asma e outras condições demonstraram aumentar o risco de hipertensão ocular. Se você recebeu medicamentos esteroides prescritos por qualquer motivo, pergunte ao seu oftalmologista com que frequência deve verificar sua PIO.

Trauma ocular

Uma lesão no olho pode afetar o equilíbrio da produção de humor aquoso e da drenagem do olho, possivelmente levando à hipertensão ocular. Às vezes, isso pode ocorrer meses ou anos após a lesão. Durante os exames oftalmológicos de rotina, não deixe de mencionar ao seu oftalmologista se você sofreu algum trauma ocular recentemente ou no passado.

Outras condições oculares

A hipertensão ocular tem sido associada a várias outras condições oculares, incluindo síndrome de pseudoexfoliação, síndrome de dispersão pigmentar e arco corneano. Se você tiver alguma dessas condições, seu oftalmologista pode recomendar que você faça exames oftalmológicos e medições de pressão ocular mais frequentes.

Além disso, raça, idade e histórico familiar desempenham um papel no seu risco de hipertensão ocular e glaucoma. Embora qualquer pessoa possa desenvolver pressão ocular alta, afro-americanos, pessoas com mais de 40 anos e pessoas com histórico familiar de hipertensão ocular ou glaucoma estão em maior risco.

Pessoas com medidas de espessura da córnea central mais finas que o normal também podem estar em maior risco de hipertensão ocular e glaucoma, de acordo com algumas pesquisas.

Tratamento da hipertensão ocular

Se o seu oftalmologista determinar que você tem hipertensão ocular, ele poderá prescrever colírios para reduzir a pressão ocular.

Como esses medicamentos podem ter efeitos colaterais, alguns oftalmologistas optam por monitorar sua PIO e tomar medidas somente se você mostrar outros sinais de desenvolvimento de glaucoma.

Em alguns casos (ou se o colírio não for eficaz na redução da PIO), seu oftalmologista pode recomendar outras medidas de tratamento para glaucoma, incluindo cirurgia para glaucoma, para tratar a pressão ocular alta.

No mínimo, devido ao risco aumentado de glaucoma com hipertensão ocular, sua PIO deve ser medida em intervalos frequentes para monitorar a condição.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista