Página principal Cuidado com a saúde dos olhos » Blefaroplastia

Cirurgia de pálpebra (blefaroplastia)

A blefaroplastia, também chamada de cirurgia de pálpebra, pode remover o excesso de pele, músculo e, às vezes, gordura das pálpebras superiores ou inferiores. Em alguns casos, você pode precisar remover apenas pele, mas não músculo, ou você pode precisar que o procedimento seja realizado nas pálpebras superiores e inferiores.

Algumas vezes, a blefaroplastia pode melhorar sua visão ao fornecer um campo de visão com menos obstrução uma vez que as pálpebras são levantadas.

Uma blefaroplastia de pálpebra superior (às vezes chamada de levantamento do olho) não deve ser confundida com cirurgia de ptose de pálpebra superior, que é um procedimento para levantar a posição da margem da pálpebra superior ao encurtar o músculo e o tendão que normalmente a elevam.

A cirurgia de blefaroplastia pode também levantar discretamente uma margem da pálpebra superior caso o excesso de pele esteja de fato "pesando sobre" a pálpebra superior e a deixando caída.

Pálpebras caídas são o principal motivo pelo qual algumas pessoas consideram uma cirurgia de pálpebra (blefaroplastia) para remover o excesso de pele e esticá-la para obter uma aparência mais vivaz e jovial.

O que é blefaroplastia estética?

Cirurgia estética de pálpebra é um procedimento que não tem um propósito médico, sendo realizada unicamente para melhorar sua aparência.

Infelizmente, suas pálpebras superiores e, às vezes, suas pálpebras inferiores se tornam caídas ou flácidas devido ao processo de envelhecimento. Suas sobrancelhas também podem ficar flácidas ou caídas com esse processo.

A pálpebra fica flácida, os músculos enfraquecem e bolsas de gordura se tornam mais proeminentes e inchadas. Isso pode ser um traço hereditário presente na sua família.

Esteticamente, essas características podem afetar as características dos seus olhos e rosto, promovendo um ar cansado ou envelhecido.

Muitos tipos diferentes de cirurgiões podem realizar a blefaroplastia estética, inclusive cirurgiões oculares; cirurgiões plásticos em geral; cirurgiões buco-maxilo-faciais; e cirurgiões otorrinolaringologistas.

Quando é necessária uma blefaroplastia funcional?

Uma blefaroplastia funcional (em oposição a uma blefaroplastia estética) é uma cirurgia de pálpebra realizada para fins médicos.

Na maioria dos casos, um levantamento funcional do olho é realizado para remover a pele flácida da pálpebra superior caso ela esteja caída a ponto de atrapalhar sua visão para dirigir ou realizar outras tarefas que requeiram uma boa visão.

Outro problema funcional é dificuldade para usar óculos ou lentes de contato, devido à flacidez das pálpebras superiores ou inferiores.

Outros problemas médicos que podem exigir cirurgia funcional de pálpebra, incluem:

  • Irritação devido a atrito nas dobras da pele da pálpebra.

  • Desconforto na testa devido à sobrecarga muscular ao fazer esforço constante para tentar elevar a pele flácida na região da pálpebra.

Como no caso da blefaroplastia estética, a blefaroplastia funcional é mais frequentemente realizada por cirurgiões oculares. No entanto, cirurgiões plásticos em geral; cirurgiões otorrinolaringologistas; e cirurgiões buco-maxilo-faciais também realizam cirurgia de pálpebra para fins médicos.

Cirurgia de ptose e de pálpebra

Ptose é o termo médico para queda da pálpebra superior; um problema que pode afetar um ou ambos os olhos. A ptose que está presente desde o nascimento é chamada de ptose congênita. Pálpebras caídas em geral ocorrem quando a borda da pálpebra superior (margem palpebral) cai, ficando mais baixa que o normal.

Quando a borda da pálpebra fica muito baixa e cobre parte da pupila, Ela pode bloquear parte superior da sua visão. Na maioria dos casos, uma pálpebra superior caída é resultado do envelhecimento das estruturas anteriormente normais do olho.

Tipicamente, a pálpebra cai quando o tendão do músculo responsável por levantar a pálpebra afrouxa. A correção cirúrgica de uma pálpebra superior caída inclui o reparo do tendão frouxo e é mais frequentemente realizada por cirurgiões oculares.

Não é incomum para uma pessoa apresentar pálpebra superior caída após uma cirurgia de catarata ou outras cirurgias oculares, pois a manipulação da pálpebra durante o procedimento pode causar o enfraquecimento do músculo que mantém o olho aberto. Derrame a trauma também podem causar ptose.

Quem são os melhores candidatos para cirurgia de pálpebra?

Se você não sabe se é um bom candidato para a blefaroplastia, marque uma consulta com seu oftalmologista, que pode verificar a existência de quaisquer problemas médicos relacionados às suas pálpebras.

Caso você não tenha nenhum problema médico que justifique uma blefaroplastia, você pode discutir com seu oftalmologista sobre quaisquer dúvidas ou interesses que você possa ter em relação à cirurgia estética de pálpebra.

Você pode considerar uma blefaroplastia caso você apresente pálpebra excessivamente caída e flacidez de pele ao redor dos olhos, que ocorre naturalmente com o envelhecimento normal. A pele também pode ficar excessivamente flácida se você tiver outros problemas, como olhos inchados causados por alergias,

Caso você se tenha interesse em realizar uma blefaroplastia exclusivamente para fins estéticos, seu oftalmologista provavelmente recomendará que você nutra expectativas realistas.

Enquanto procedimentos estéticos possam às vezes melhorar drasticamente a aparência, o processo de envelhecimento continuará e, assim como em qualquer procedimento estético, as mudanças conseguidas com o levantamento dos olhos não durarão para sempre. Em algum ponto no futuro, você poderá considerar repetir o procedimento. No entanto, dependendo da sua saúde e outros fatores, a blefaroplastia pode durar até 10 anos.

Seu oftalmologista também vai avaliar os possíveis fatores de risco cirúrgicos, como problemas de olho seco, doença ocular da tireoide e diabetes. Tenha em mente que a severidade e a quantidade de problemas que você apresentar podem desqualificá-lo como candidato à blefaroplastia.

Por exemplo, fumantes têm maior risco de complicações cirúrgicas pois apresentam cicatrização é mais lenta. Caso você seja fumante, seu cirurgião ocular pode aconselhar que você pare de fumar por pelo menos algumas semanas antes do procedimento.

A cirurgia de pálpebra tende a ser mais difícil de se executar em descendentes de asiáticos devido à estrutura peculiar das pálpebras desse grupo étnico. Por essa razão, os asiáticos podem apresentar maior risco de ter resultados menos satisfatórios em comparação aos outros grupos étnicos.

Preparação para um procedimento de blefaroplastia

Você precisa esclarecer com seu cirurgião se será usada anestesia local ou geral para a sua cirurgia de pálpebra.

Caso seja usada anestesia local, você permanecerá acordado durante o procedimento, mas a área ao redor dos seus olhos ficará amortecida por um medicamento aplicado por uma agulha. A anestesia local pode ser potencializada com o uso de sedativos sistêmicos administrados por via oral ou intravenosa.

Você pode solicitar anestesia geral caso a blefaroplastia seja mais complicada ou se você planejar se submeter a outros procedimentos estéticos ao mesmo tempo.

Caso você opte por anestesia geral, você receberá uma injeção intravenosa que deixará você inconsciente durante todo o procedimento, que pode durar de 20 minutos a duas horas, dependendo da complexidade da cirurgia e se ela incluirá ambas as pálpebras, superiores e inferiores.

Antes do dia do procedimento (especialmente se você receberá anestesia geral), poderá ser solicitado que você tome as seguintes medidas:

  • Se for recomendado por seu cirurgião, pare de tomar qualquer medicamento que possa afinar o sangue e evitar que ele coagule normalmente. Isso inclui analgésicos como aspirina e ibuprofeno. Você precisará interromper esses medicamentos com uma ou duas semanas de antecedência para reduzir a possibilidade de sangramento excessivo durante o procedimento.

  • Consuma apenas alimentos leves, como sopas, na noite anterior à sua cirurgia.

  • Não coma nem beba nada após a meia-noite.

  • Na manhã do dia do seu procedimento, você deve tomas seus medicamentos essenciais, como remédios para pressão alta, com um pequeno gole de água.

  • Não use nenhum tipo de maquiagem no dia anterior à cirurgia.

  • Certifique-se de ter alguém para levar você para casa e cuidar de você durante as primeiras horas após a cirurgia.

Os procedimentos são geralmente realizados em uma clínica ou no consultório do médico. Normalmente, você não precisa passar a noite no hospital, a não ser que você planeje realizar vários procedimentos estéticos complexos no mesmo dia.

O que acontece durante a cirurgia de pálpebra?

A blefaroplastia pode ser realizada nas pálpebras superiores, pálpebras inferiores, ou em ambas ao mesmo tempo.

Durante a cirurgia, as incisões são feitas nas dobras naturais da pálpebra, na linha da pálpebra superior, e logo abaixo dos cílios ou na parte interna da pálpebra inferior. Dessa forma, as incisões ficam praticamente imperceptíveis após a cicatrização.

Quando você se deitar na maca antes de realizar a blefaroplastia, seu cirurgião fará marcações precisas para determinar a região da qual serão retirados excessos de pele e bolsas de gordura. Alguns músculos subjacentes também podem ser removidos.

Esses tecidos são removidos com instrumentos cirúrgicos, como as bisturi, tesoura cirúrgica, dispositivos de corte de radiofrequência e, às vezes, bisturi a laser. É realizada sutura ou aplicada cola cirúrgica para suavizar e melhorar o aspecto das áreas ao redor das sobrancelhas e pálpebras.

Durante o procedimento, seu cirurgião decidirá sobre a quantidade de pele, músculo e/ou gordura que será removida com base em uma avaliação pré-cirúrgica ou fatores, como a estrutura do músculo subjacente, estrutura facial e a simetria das suas sobrancelhas.

Pacientes com olhos secos frequentemente necessitam que seja removida uma quantidade menor de tecido para evitar expor ainda mais o olho ao ar, o que pode piorar os sintomas.

Seu cirurgião pode usar também um laser de dióxido de carbono para aprimorar o procedimento ao renovar a pele e suavizar quaisquer rugas na pálpebra e na área das sobrancelhas.

Nos casos em que as sobrancelhas também são caídas, também pode ser adequado um procedimento para elevar as sobrancelhas. Esse procedimento, chamado levantamento das sobrancelhas, consiste em fazer incisões no couro cabeludo e esticar a pele para elevar as sobrancelhas.

Recuperação da blefaroplastia

Após o procedimento de levantamento dos olhos, será aplicada pomada antibiótica tópica. Protetores oculares raramente são necessários.

No primeiro dia, você deve aplicar compressas de água fria de hora em hora, durante 10 a 15 minutos. O gelo deve reduzir o inchaço e minimizar a formação de hematomas. No segundo dia, aplique compressas frias a cada poucas horas, por 10 a 15 minutos.

Após 48 horas, devem ser aplicadas compressas mornas para acelerar a cicatrização.

Seu cirurgião vai orientar você sobre quais analgésicos tomar (se necessário). A maioria das pessoas precisam apenas de analgésicos de venda livre, medicamentos mais potentes são raramente necessários.

Você pode sentir um leve desconforto durante logo após a cirurgia, mas se a dor for severa ou ocorrerem alterações na visão, informe seu cirurgião imediatamente.

Durante a sua recuperação, a área ao redor dos olhos ficará arroxeada e avermelhada, e os olhos ficarão inchados, particularmente durante os primeiros dias. A parte branca dos seus olhos (esclera) também pode ficar avermelhada e com aspecto ensanguentado. Pode levar algumas semanas até a cicatrização total, e não deve ser usada maquiagem nesse período.

Você pode voltar a usar lentes de contato assim que o inchaço diminuir a ponto de permitir que as lentes sejam usadas com conforto. Caso você use óculos, você poderá colocá-los a qualquer momento após a cirurgia.

Geralmente, as suturas usadas para o seu procedimento serão absorvidas pelo organismo dentro de quatro a sete dias, não precisando ser removidas. Caso sejam usadas suturas não absorvíveis, seu cirurgião as removerá cerca de uma semana após o procedimento.

A maioria das pessoas que se submetem a cirurgia de pálpebra relata estar satisfeita devido à melhora da imagem pessoal, e as pessoas cuja visão estava prejudicada por excesso de pele geralmente apresentam melhoras no campo visual após a cirurgia.

Possíveis complicações da cirurgia de pálpebra

Uma possível complicação da cirurgia de pálpebra é a impossibilidade temporária de fechar as pálpebras completamente. Isso significa que você pode sentir seus olhos excepcionalmente secos.

Esse quadro geralmente se resolve após poucas semanas ou meses, podendo ser necessário o uso de colírios, lubrificantes, ou até mesmo cobrir os olhos à noite para promover a lubrificação. Alguns cirurgiões recomendarão que suas pálpebras sejam massageadas duas semanas após a remoção dos pontos para amaciar a pele e possibilitar que suas pálpebras se fechem adequadamente.

Caso o problema persista por mais de dois ou três meses, pode ser necessário um procedimento adicional para que haja pele suficiente para que as pálpebras se fechem por completo.

Outras potenciais complicações da blefaroplastia incluem:

  • Perda da visão devido a hemorragia retrobulbar

  • Infecção da pálpebra

  • Visão dupla

  • Cicatriz cirúrgica visível

  • Mal posicionamento das pálpebras

  • Hipocorreção (não remover pele o suficiente)

  • Hipercorreção (remover pele demais)

  • Amortecimento das pálpebras

Caso você apresente dor severa, alteração na visão ou qualquer outra complicação após um procedimento, você deve contatar seu cirurgião imediatamente.

Blepharoplasty and ptosis repair. (Blefaroplastia e reparação da ptose.) Otolaryngology: Head & Neck Surgery, 5.ª ed. 2010.

Cosmetic blepharoplasty and browplasty. (Blefaroplastia estética e cirurgia plástica de sobrancelha). Ophthalmology, 3.ª ed. 2008.

Upper blepharoplasty in the Asian eyelid. (Blefaroplastia superior em pálpebra asiática). Facial Plastic Surgery Clinics of North America. Agosto de 2007.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista