Página principal Questões e doenças oculares Doenças oculares de A-Z

Por que a progressão da miopia é uma preocupação

A visão do seu filho piora ano após ano?

Algumas crianças que desenvolvem miopia podem apresentar uma progressão da miopia ao longo dos anos escolares, incluindo o ensino médio.

E, apesar dos custos econômicos do exame oftalmológico anual e dos novos óculos para algumas famílias, os riscos a longo prazo associados a progressão da da miopia podem ser ainda maiores.

Mais crianças estão ficando míopes

A miopia é um dos problemas oculares mais comuns no mundo e sua prevalência é ao redor de 30 a 40% entre os adultos na Europa e nos Estados Unidos e em 80% ou mais nos vários países do Leste Asiático.

Há estimativas de que aproximadamente metade da população mundial seja míope até 2050.

Classificação da gravidade da miopia

A miopia — como todos os erros de refração — é medida em unidades ópticas chamadas dioptrias (D).

As potências da lente que corrigem a miopia são precedidas por um sinal de menos (-) e geralmente são medidas a cada 0,25 D.

A severidade da miopia é frequentemente classificada da seguinte forma:

  • Miopia leve: -0,50 a -3,00 D

  • Miopia moderada: -3,25 a -4,75D

  • Miopia alta: igual ou maior que -5,00 D

Geralmente a miopia leve não aumenta o risco de uma pessoa ter problemas oculares, mas a miopia moderada e principalmente a alta podem estar associadas a complicaçes graves que ameaçam a visão.

Problemas oculares e perda de visão por miopia estão relacionados a miopia alta, também chamada de miopia degenerativa ou miopia patológica.

Adultos com alta miopia geralmente se tornaram míopes quando crianças e a progressão ocorreu ano após ano.

Problemas oculares relacionados à miopia

Problemas oculares importantes associados à miopia incluem:

Catarata. Em estudo recente de catarata e resultados de cirurgias de catarata entre coreanos com alto grau de miopia, os pesquisadores descobriram que a catarata se desenvolveu mais cedo em olhos com alta miopia em comparação com olhos normais. Além disso, olhos alto miopes apresentaram maior prevalência de doenças e complicações coexistentes, como descolamento de retina.

Em estudo australiano com mais de 3.600 adultos com idades entre 49 e 97 anos, as chances de ter catarata aumentaram significativamente com maior grau de miopia. As chances de ter um tipo específico de catarata foram duas vezes maiores entre os indivíduos com alta miopia em comparação com aqueles com miopia baixa.

Glaucoma. A miopia — mesmo que leve ou moderada — está associada a um risco maior de glaucoma. No mesmo estudo australiano, foi constatado glaucoma em 4,2% dos olhos com miopia leve e 4,4% dos olhos com miopia moderada a alta, em comparação com 1,5% dos olhos sem miopia.

Os autores do estudo concluíram que há uma forte relação entre miopia e glaucoma, e que aqueles participantes míopes tinham um risco duas a três vezes maior de desenvolver glaucoma do que os participantes não miopes.

Além disso, em estudo chinês, o glaucoma foi significativamente associado à gravidade da miopia. Entre os adultos com 40 anos ou mais, aqueles com alta miopia tiveram mais do que o dobro de chances de ter glaucoma do que os participantes com miopia moderada, e três vezes mais chances de ter a doença em comparação com indivíduos com miopia leve.

Comparados com participantes míopes e não miopes, aqueles com alta miopia tiveram 4,2 a 7,6 vezes mais chances de ter glaucoma.

Descolamento da retina. Em estudo publicado no American Journal of Epidemiology, pesquisadores descobriram que a miopia era um evidente fator de risco para descolamento de retina.

Os resultados mostraram que olhos com miopia leve tiveram um risco quatro vezes maior de descolamento de retina em comparação com olhos não miopes. Nos olhos com miopia moderada e alta, o risco aumentou 10 vezes. Os autores também concluíram que quase 55% dos descolamentos de retina não causados por trauma ocular são atribuídos à miopia.

No estudo coreano mencionado acima, entre os participantes com alta miopia devido ao formato alongado dos olhos (miopia axial), a incidência de descolamento de retina após cirurgia de catarata foi de 1,72%, em comparação com 0,28% entre os participantes com olhos normais (não miopes).

Em estudo realizado no Reino Unido que avaliou a incidência de descolamento de retina após a cirurgia de catarata, 2,4% dos olhos com alta miopia desenvolveram descolamento da retina sete anos após a extração da catarata, em comparação com incidência de 0,5 a 1% em olhos com qualquer erro de refração submetidos à cirurgia de catarata.

O que você pode fazer na progressão da miopia

Para ajudar a retardar a progressão da miopia do seu filho, o melhor a fazer é agendar um exame oftalmológico anual para que o oftalmologista possa monitorar o grau da miopia e a rapidez com que o olho está mudando.

Crianças com miopia frequentemente não se queixam da visão, portanto, agende exames anuais mesmo se elas digam que a visão pareça boa.

Se a miopia do seu filho estiver aumentando rapidamente ou regularmente, pergunte ao seu oftalmologista sobre as medidas de controle da miopia para retardar sua progressão.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista