Página principalHifema: Fatos sobre sangramento interno no olho

Hifema: Fatos sobre sangramento interno no olho

O que é um hifema?

Um hifema é um sangramento ou rompimento de uma veia dentro do olho que leva ao acúmulo de sangue na câmara anterior do olho (o espaço entre a córnea e a íris).

A severidade de um hifema é classificada pela quantidade de sangue acumulado no olho:

  • Grau 0 (micro-hifema): Sem acúmulo visível de sangue, mas hemácias podem ser vistas dentro da câmara anterior ao exame microscópico.

  • Grau 1: Acúmulo de sangue preenchendo menos que o terço inferior da câmara anterior.

  • Grau 2: Sangue preenchendo um terço até metade da câmara anterior.

  • Grau 3: Sangue preenchendo metade até menos que a totalidade da câmara anterior.

  • Grau 4: Preenchimento total da câmara anterior com sangue. Se o sangue for vermelho vivo, o quadro é chamado de hifema total. Se o sangue for vermelho escuro ou preto, o quadro às vezes é chamado de "hifema bola 8."

Em geral, quanto mais alto o grau de hifema, maior o risco de perda da visão e dano ocular de longo prazo.

A cor vermelho-escuro ou preta do hifema bola 8 (o tipo mais perigoso) é associada com diminuição do fluxo de humor aquoso e redução do oxigênio na câmara anterior do olho.

Quais são os outros sintomas de hifema?

Além do sangue no olho, os seguintes sintomas geralmente são associados ao hifema:

Dor nos olhos, sensibilidade à luz e dor de cabeça são sintomas especialmente prováveis se um hifema estiver causando aumento da pressão intraocular (IOP).

O que causa sangramento no olho?

A causa mais comum de hifema é trauma ocular. Por isso é importante consultar seu oftalmologista imediatamente se você sofrer uma lesão resulte em um "olho roxo."

Em alguns casos, um hifema traumático também pode ocorrer após uma cirurgia ocular, incluindo cirurgia de catarata. Porém é relativamente raro.

è possível também que um hifema ocorra espontaneamente, particularmente entre pessoas que estão tomando diluentes do sague (como varfarina ou aspirina) ou que tenham um distúrbio de coagulação (hemofilia). O diabetes também pode aumentar o risco de um hifema espontâneo, assim como um crescimento tumoral no olho (melanoma ocular).

Um hifema é grave? Há complicações?

Geralmente, o sangue que se acumula na câmara anterior do olho devido um hifema será reabsorvido pelo corpo sem causar danos oculares permanentes.

Mesmo se você achar que seus olhos não apresentam problemas e sua visão parece OK, consulte um oftalmologista imediatamente se você sofrer um trauma ocular que possa causar um hifema.

Mas em alguns casos, a coagulação desse sangue obstruirá ou danificará a estrutura na periferia da câmara anterior, que controla a saída normal de humor aquoso do olho. Isso pode causar aumento da pressão ocular, o que pode resultar em glaucoma e perda permanente da visão.

Além disso, em alguns casos, pode ocorrer ressangramento dentro do olho após a lesão ocular inicial, que causa um hifema traumático. Esse novo sangramento (que ocorre geralmente dentro de alguns dias após a lesão) pode ser mais severo e mais perigoso do que o inicial.

Pessoas com anemia falciforme – uma doença hereditária em que as hemácias são distorcidas, apresentando a forma de lua crescente –, ou aquelas que simplesmente têm um traço genético para essa doença, apresentam um risco aumentado de dano ocular decorrente de um hifema.

Tratamento para o hifema

Dependendo da gravidade de um hifema e os fatores de risco associados, seu oftalmologista pode recomendar uma combinação das precauções e dos tratamentos a seguir:

  • Limitação de atividade física

  • Elevação da cabeça (inclusive ao dormir)

  • Usar uma proteção ocular

  • Visitas de acompanhamento frequentes durante algumas semanas ou meses

  • Analgésico

  • Anti-inflamatórios (tópico e oral)

  • Outros medicamentos

No caso de um hifema severo, pode ser recomendada cirurgia.

Não use medicamentos de venda livre que contenham aspirina ou anti-inflamatórios não esteroides (NSAIDs) caso você apresente um hifema, pois esses medicamentos podem aumentar o risco de ressangramento no olho.

Mesmo se você achar que seus olhos e sua visão não apresentam problemas na visão, consulte um oftalmologista imediatamente se você sofrer um trauma ocular que possa causar um hifema. Certifique-se de comparecer a todas as visitas de acompanhamento recomendadas pelo médico.

Além disso, exames de vista de rotina são muito importantes após ter tido hifema, pois o risco de pressão ocular elevada e glaucoma pode ser mais alto, mesmo anos depois.

Como posso prevenir um hifema?

A melhor forma de evitar um hifema traumático é usar óculos de segurança ou protetores oculares sempre que você realizar atividades potencialmente perigosas.

Óculos protetores esportivos devem ser usados ao jogar beisebol, softball, raquetebol, basquetebol, hóquei ou outro esporte que representam riscos de trauma oculares.

Ademais, esteja ciente que esportes como o boxe aumenta significativamente seu risco de apresentar um hifema traumático.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista