Terapia visual para crianças: quando os óculos não são suficientes

Uma criança usando terapia visual

A terapia visual é talvez um dos temas mais controversos no cuidado visual.

Alguns oftalmologistas são fortes defensores da terapia visual e testemunham seus benefícios — especialmente para certos problemas de visão das crianças. Mas outros oftalmologistas não são tão convencidos da eficácia da terapia visual e não a recomendam.

Este artigo o ajudará a aprender mais sobre a terapia visual, para que você possa tomar uma decisão informada sobre os possíveis benefícios para o seu filho.

O que é terapia da visão?

A terapia da visão é um programa personalizado de atividades visuais, não cirúrgico e supervisionado por um médico, projetado para corrigir determinados problemas de visão e / ou melhorar as habilidades visuais.

Diferentemente dos óculos e lentes de contato, que simplesmente compensam os problemas de visão, ou da cirurgia ocular, que altera a anatomia do olho ou dos músculos circundantes, a terapia visual visa "ensinar" o sistema visual a se corrigir.

A terapia visual é como uma fisioterapia para o sistema visual, incluindo os olhos e as partes do cérebro que controlam a visão.

A terapia visual pode incluir o uso de lentes, prismas, filtros e atividades visuais assistidas por computador. Outros dispositivos, como pranchas de equilíbrio, metrônomos e instrumentos visuais não computadorizados também podem desempenhar um papel importante em um programa de terapia visual personalizado.

É importante observar que a terapia visual não é definida por uma simples lista de ferramentas e técnicas. Os resultados bem-sucedidos da terapia visual são alcançados por meio de um processo terapêutico que depende do envolvimento ativo do médico prescritor, do terapeuta da visão, do paciente e (no caso de crianças) dos pais da criança.

No geral, o objetivo da terapia visual é tratar problemas de visão que não podem ser tratados com sucesso apenas com óculos, lentes de contato e/ou cirurgia e ajudar as pessoas a obter uma visão binocular clara e confortável.

Muitos estudos demonstraram que a terapia visual pode corrigir problemas de visão que interferem na leitura eficiente entre crianças em idade escolar. Ela também pode ajudar a reduzir o cansaço visual e outros sintomas da síndrome da visão de computador da qual sofrem muitas crianças e adultos. Veja abaixo mais informações sobre condições tratadas com terapia visual.

Ortóptica e terapia visual

Às vezes, a terapia visual é chamada de terapia da visão, treinamento visual, treinamento da visão ou simplesmente "TV".

Expandable

A terapia visual pode corrigir problemas de visão que interferem na leitura eficiente.

Outro nome frequentemente associado à terapia da visão é "Ortóptica". Esse termo, que literalmente significa "endireitar os olhos", remonta à década de 1850 e é restrito a técnicas para treinar os músculos oculares com o objetivo de endireitar esteticamente os olhos que estão desalinhados devido ao estrabismo.

A Ortóptica pode ter muito sucesso e é um tipo de treinamento para a visão, mas o termo "Ortóptica" não é sinônimo de "terapia da visão", que descreve uma ampla gama de técnicas usadas para tratar uma variedade maior de problemas de visão.

Além disso, enquanto a ênfase na Ortóptica está nos músculos oculares e no alinhamento ocular (pelo menos esteticamente), o objetivo da terapia visual é otimizar todo o sistema visual, incluindo os olhos e as áreas do cérebro que controlam a visão, a percepção visual e outras funções relacionadas à visão.

Ao tratar todo o sistema visual, a terapia visual visa alterar comportamentos reflexivos (automáticos) para produzir uma cura duradoura

Em muitos casos de estrabismo, a terapia visual pode ser uma melhor opção de tratamento do que a cirurgia. Em outros casos, pode ser uma terapia adjuvante benéfica antes e após a cirurgia para aumentar a probabilidade de um resultado bem-sucedido.

A ciência por trás da terapia visual

Você provavelmente já ouviu o velho ditado: "Não se ensina truque novo a cachorro velho".

Mas pesquisas recentes no campo da neurologia sugerem que, quando se trata do cérebro humano, isso não é verdade. Só pode demorar um pouco mais de tempo e exigir mais esforço.

Expandable

A terapia visual e o treinamento em visão esportiva podem melhorar as habilidades de visão necessárias para o esporte.

Estudos mostram que o cérebro humano possui uma quantidade significativa de neuroplasticidade — a capacidade de alterar sua estrutura e função em resposta a estímulos externos. Essas alterações neurológicas no cérebro, que antigamente pensava-se que ocorriam apenas durante a primeira infância, também foram demonstradas em adultos.

Em um estudo, por exemplo, datilógrafos adultos experientes que foram treinados em longo prazo para melhorar suas habilidades no teclado demonstraram aumentos no volume de massa cinzenta em seus cérebros, sugerindo que o aprendizado afeta não apenas a função, mas também a estrutura do cérebro.

Descobertas recentes sobre neuroplasticidade parecem confirmar o que muitos especialistas em terapia visual vêm dizendo há anos: programas de terapia visual planejados e administrados adequadamente podem causar alterações neurológicas que podem corrigir problemas de visão e melhorar o desempenho visual.

Alguns especialistas dizem que certas anomalias associadas ao desenvolvimento da visão, percepção visual ou função da visão podem ser afetadas pela neuroplasticidade. Se isso for verdade, é provável que esses mesmos problemas de visão possam ser tratados com sucesso com a terapia visual.

Problemas que a terapia visual pode corrigir

A terapia visual pode aliviar os sintomas e melhorar os resultados de vários problemas de visão, incluindo:

  • Ambliopia. Também chamada de "olho preguiçoso", a ambliopia é um problema de desenvolvimento da visão em que um olho não atinge a acuidade visual normal, geralmente devido a estrabismo ou outros problemas de interação entre os olhos.

  • Estrabismo. O sucesso da terapia visual para o estrabismo depende da direção, magnitude e frequência da rotação ocular. A TV foi comprovadamente eficaz no tratamento de uma forma intermitente de estrabismo denominada insuficiência de convergência, que é uma incapacidade de manter os olhos adequadamente alinhados ao ler, apesar do bom alinhamento dos olhos ao observar objetos distantes.

  • Outros problemas de visão binocular. Problemas sutis de alinhamento dos olhos, chamados forias, que podem não produzir uma rotação visível, mas ainda podem causar fadiga ocular durante a leitura, também podem ser minimizados ou corrigidos com a terapia visual.

  • Distúrbios do movimento ocular. Estudos demonstraram que a terapia visual pode melhorar a precisão dos movimentos oculares usados durante a leitura e outros trabalhos com close.

  • Distúrbios acomodativos (de foco). Outras pesquisas mostram que as habilidades de foco próximas podem ser aprimoradas com o treinamento da visão.

  • Outros problemas. Outros problemas de visão para os quais a terapia visual pode ser eficaz incluem distúrbios visuais-perceptivos, problemas de visão associados a deficiências de desenvolvimento e problemas de visão associados a lesões cerebrais adquiridas (como um acidente vascular cerebral).

O que a terapia visual não é

É importante não confundir a terapia visual com os programas de autoajuda para melhoria da visão anunciados on-line e na televisão que prometem que você pode "jogar fora seus óculos" depois de realizar uma série de exercícios para os olhos.

Não há pesquisa científica que apoie a alegação de que esses programas de autoajuda de exercícios oculares podem reverter a miopia ou outros erros de refração.

Também é importante saber que um regime caseiro de "pencil push-ups", mesmo quando recomendado por um oftalmologista, não deve ser considerado um programa completo de terapia visual.

Pencil push-ups — uma atividade ortóptica na qual uma pessoa olha para letras pequenas em um lápis segurado no comprimento do braço e depois move lentamente o lápis para mais perto dos olhos enquanto mantém o foco nas letras — é uma tarefa às vezes recomendada para as pessoas realizarem em casa a fim de diminuir o cansaço visual e outros sintomas causados pela insuficiência de convergência (IC).

Um estudo publicado no Archives of Ophthalmology descobriu que um regime caseiro de pencil push-ups era ineficaz para IC entre crianças com a doença. O mesmo estudo constatou que um programa de 12 semanas de terapia visual supervisionada em consultório mais Ortóptica produziu uma cura funcional da insuficiência de convergência em mais da metade das crianças com IC da mesma idade que receberam esse tratamento.

Um estudo de acompanhamento revelou que entre 221 crianças de 9 a 17 anos com insuficiência sintomática de convergência, 73% que receberam terapia visual no consultório em combinação com exercícios em casa tiveram resultados bem-sucedidos ou melhorados, em comparação com 43% daqueles que realizaram exercícios de pencil push-ups em casa.

Embora um oftalmologista bem-intencionado possa recomendar pencil push-ups em casa (com ou sem visitas de acompanhamento para monitorar o progresso) como um tratamento de baixo custo para insuficiência de convergência, esses estudos sugerem que um programa supervisionado de terapia da visão em consultório, mais exercícios ortópticos de reforço realizados em casa, são o tratamento não cirúrgico mais eficaz para esse problema de visão.

Treinamento de visão para esportes

O treinamento de visão para esportes não é terapia visual, mas compartilha algumas das características da TV. Oftalmologistas especializados em visão para esportes oferecem programas de treinamento visual personalizados para qualquer pessoa interessada em otimizar suas habilidades visuais para esportes específicos.

Muitos atletas olímpicos e profissionais passaram por programas de treinamento visual para esportes a fim de melhorar seu desempenho.

Como os programas de treinamento visual para esportes geralmente são projetados para aprimorar as habilidades visuais de uma pessoa para um esporte específico, em vez de corrigir um problema de visão, o termo "treinamento visual" é preferível a "terapia visual". No entanto, algumas das técnicas usadas no treinamento visual para esportes são semelhantes às usadas na terapia visual.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista