Página principalUma pessoa pode ter miopia em um olho e hipermetropia no outro?

Uma pessoa pode ter miopia em um olho e hipermetropia no outro?

Embora seja incomum, uma pessoa pode realmente ter miopia em um olho e hipermetropia no outro. Há dois termos médicos usados para descrever essa condição: anisometropia e antimetropia.

A anisometropia é a condição em que os dois olhos têm potências (grau) refracionais (flexão de luz) significativamente diferentes. Se o seu oftalmologista diz que você tem anisometropia, a potência da lente de um olho na prescrição dos seus óculos geralmente será diferente da potência da lente do outro olho em duas dioptrias ou mais.

Na anisometropia, ambos os olhos podem ter miopia, ambos podem ter hipermetropia ou um olho pode ser míope e o outro hipermétrope, esta última condição mais específica é chamada antimetropia.

Embora antimetropia tecnicamente seja o termo mais preciso para a descrição de um olho míope e outro hipermétrope, muitos oftalmologistas optam por usar o termo anisometropia para essa condição.

Sintomas da anisometropia

Uma pessoa com anisometropia ou antimetropia verá imagens desfocadas visivelmente desiguais nos dois olhos a distâncias diferentes. Além disso, é comum uma anisometropia não corrigida causar má percepção de profundidade, dores de cabeça, tontura e até náuseas.

Em muitos casos, o cérebro rapidamente aprenderá a favorecer o olho com menor erro de refração para reduzir esses sintomas, o que pode resultar, se criança, no desenvolvimento de ambliopia no outro olho.

Quando erros de refração desiguais são corrigidos com o auxílio de óculos, a pessoa com anisometropia notará que os objetos vistos por um olho parecerão maiores ou menores que os mesmos objetos vistos pelo outro olho. Essa diferença no tamanho da imagem é chamada aniseiconia, que também pode causar problemas com a percepção de profundidade, dores de cabeça, tontura e desconforto visual.

Tratamento da anisometropia

O diagnóstico e o tratamento precoces da anisometropia são críticos para que o cérebro não ignore o olho mais fraco e cause ambliopia irreversível. O exame oftalmológico de rotina para crianças é essencial para se descartar a anisometropia e garantir um desenvolvimento visual normal.

Como as lentes de contato são muito finas e repousam diretamente na superfície do olho, elas causam pouca ou nenhuma aniseiconia e às vezes podem proporcionar uma visão mais confortável e com aparência mais natural do que os óculos.

A cirurgia a laser LASIK é outra boa opção para corrigir erros de refração significativamente diferentes nos dois olhos e evitar o desenvolvimento da aniseiconia. No entanto, essa opção deve ser considerada somente após os erros de refração (principalmente a miopia) se tornarem estáveis, o que geralmente ocorre após os 20 anos.

Find Eye Doctor

Agendar um exame

Encontre Oftalmologista