Cirurgia de visão

LASIK e presbiopia: Correção com PresbyLASIK

Advertisement

A LASIK multifocal — às vezes chamada presbyLASIK — é um tipo avançado de cirurgia de correção da visão a laser que altera o formato da córnea do olho, criando diferentes zonas de energia para visualização em distâncias variadas.

Assim como as lentes progressivas e outros óculos multifocais e lentes de contato, a LASIK multifocal corrige a presbiopia, o que faz com que a visão de perto fique embaçada à medida que a lente natural do olho começa a perder sua flexibilidade de foco ao longo da vida (geralmente após os 40 anos).

LASIK para presbiopia: Como funciona

Os fabricantes de lasers excimer e lasers de femtossegundos têm desenvolvido tratamentos multifocais da córnea para que pessoas com presbiopia possam ver de forma clara de todas as distâncias, sem que sejam necessários óculos de leitura, bifocais ou outros óculos multifocais.

A LASIK multifocal corrige a presbiopia da seguinte forma:

  • Um laser excimer transforma sua córnea em diferentes zonas, para visão de perto, de longe e intermediária. Seu cérebro então seleciona a zona pela qual precisa passar para ter uma visão mais nítida, dependendo de um objeto estar próximo ou distante.
  • Em cada zona, a luz é curvada ou refratada de maneira diferente, permitindo que pessoas com presbiopia recuperem a visão de todas as distâncias — semelhante à forma como as lentes de contato multifocais corrigem a presbiopia.

No entanto, lentes de contato multifocais apoiadas na superfície de qualquer olho podem se mover e causar distorções na visão. A LASIK multifocal, por outro lado, proporciona zonas fixas diretamente na superfície do olho.

Assim como as lentes de contato multifocais e as lentes progressivas para óculos têm designs diferentes, várias abordagens são usadas na LASIK multifocal para determinar exatamente como a córnea deve ser modelada para obter a melhor correção para a presbiopia.

PresbyLASIK com visão de longe no centro

O cirurgião refrativo Robert L. Epstein, MD, diretor do Mercy Center for Corrective Eye Surgery, próximo a Chicago, prefere uma zona central para visão de longe na presbyLASIK.

"Eu escolhi essa abordagem devido à possibilidade de fácil reversibilidade à pura correção de distância monofocal, caso seja necessário", disse Epstein. "Eu senti que era mais seguro do que a abordagem oposta, onde a córnea periférica é corrigida para visão de longe e o centro para visão de perto".

PresbyLASIK com visão de perto no centro

Jorge L. Alio, MD, PhD, professor de oftalmologia do Instituto Oftalmológico de Alicante em Alicante, Espanha, prefere uma ablação multifocal com o centro da córnea moldado para visão de perto, cercado por uma zona periférica para visão de longe.

Alio diz que essa abordagem permite uma correção mais forte para a leitura e outras tarefas que utilizam uma visão de perto. Ele também acredita que a abordagem próxima ao centro causa menos aberrações do que as ablações distantes do centro.

LASIK para presbiopia baseada em erro de refração

O melhor design multifuncional da LASIK para você pode depender do tipo de erro de refração que você tem. Por exemplo, um design multifocal com visão de longe no centro melhor para pessoas com miopia e presbiopia, enquanto um design multifocal com visão de perto no centro pode funcionar melhor para alguém que tenha miopia e presbiopia.

Durante a consulta para a LASIK, seu cirurgião pode explicar qual seria o melhor projeto para as suas necessidades específicas de erro de refração e visão.

PresbyLASIK com monovisão modificada

Outra abordagem é realizar um procedimento presbyLASIK em um olho e um procedimento padrão (correção total da visão de longe) no outro.

Esse tipo de abordagem de "monovisão modificada" pode proporcionar uma visão de longe, para dirigir, mais nítida do que a LASIK multifocal realizada nos dois olhos. Em contrapartida, é possível que você precise usar óculos de leitura com mais frequência.

Você também poderá notar uma leve perda de percepção de profundidade com uma correção de monovisão modificada.

Epstein diz que uma boa visão de longe é essencial para qualquer tipo de LASIK. Portanto, ele prefere a abordagem de monovisão modificada do uso da presbyLASIK em um olho e da LASIK guiada por frente de onda (personalizada) no olho dominante.

"É impossível igualar o que a LASIK guiada por frente de onda (apenas para visão de longe) proporciona em termos de uma boa visão de longe", disse ele.

Ele afirma que a tolerância à monovisão modificada pode ser facilmente testada antes de um procedimento ser concluído.

Enquanto a monovisão direta normalmente fornece apenas dois pontos focais (próximo e distante), a monovisão modificada com LASIK multifocal adiciona um terceiro ponto focal intermediário que, de outra forma, não seria possível com a monovisão.

"Isso permite ter visão de uma ampla gama de distâncias", explicou ele. "Também é muito mais fácil se adaptar à diferença mais leve na correção nos olhos quando usamos a presbyLASIK no olho não dominante e a LASIK para visão de longe guiada por frente de onda no olho dominante".

A PresbyLASIK pode ser revertida?

Se a sua visão após a LASIK multifocal ainda não estiver satisfatória para dirigir, talvez seja possível usar um procedimento de aprimoramento da LASIK para corrigir completamente a sua visão de longe. Mas lembre-se de que isso também tornará a sua visão de perto menos clara sem o auxílio de óculos de leitura).

Epstein afirma que os cirurgiões refrativos acham mais difícil reverter a presbyLASIK com uma zona central designada para visão de perto do que para uma zona central designada para visão de longe.

O quão eficaz é a LASIK multifocal?

Estudos dos resultados da presbyLASIK mostraram bons resultados, com a maioria dos pacientes apresentando visão 6/6 ou 6/7,5 de longe e lendo jornais impressos de perto sem necessidade de óculos.

Se a sua visão era normal exceto pela presbiopia antes da LASIK multifocal, é possível que a visão de longe fique embaçada imediatamente após a cirurgia. Existe também a possibilidade de que esse problema não desapareça. Também é possível que você passe a ter uma menor sensibilidade a contrastes, e/ou uma tendência a ver halos ao redor das luzes à noite.

Uma sensibilidade reduzida a contrastes significa dificuldade em ver objetos contra fundos de cores semelhantes. No entanto, algumas pesquisas indicam que a sensibilidade reduzida ao contraste associada à LASIK multifocal pode ser apenas temporária e tende a desaparecer dentro de três a seis meses.

Você ainda poderá fazer uma cirugia de catarata caso desenvolva a doença após a LASIK multifocal. Porém as alterações feitas na córnea durante o procedimento LASIK tornam mais difícil para o cirurgião determinar a potência correta da lente intraocular para obter um resultado visual perfeito após a cirurgia de catarata.

É possível que você precise usar óculos após a cirurgia de catarata ou precise de uma cirurgia refrativa da córnea adicional para recuperar a visão aceitável para dirigir e/ou ler sem o auxílio de óculos.

Por fim, não há garantia de que os resultados da sua cirurgia LASIK multifocal serão permanentes. Se seus olhos mudarem com o passar dos anos após a cirurgia LASIK, é possível que você precise de aprimoramentos cirúrgicos futuros.

Outra possível complicação associada ao procedimento pode incluir a incapacidade de enxergar tão bem quanto antes, mesmo com óculos ou lentes de contato após a cirurgia.

Página atualizada em novembro de 2019

Advertisement

Encontre um oftalmologista próximo a você e agende uma consulta